Os danos provocados pelo uso do celular

Os danos provocados pelo uso do celular 2

Ondas eletromagnéticas de celulares e antenas podem prejudicar a sua saúde. Veja dicas para se prevenir destes aparelhos celulares que emitem ondas eletromagnéticas que podem ser nocivas à saúde. Vou te mostrar tudo sobre os danos provocados pelo uso do celular.

Antes que pensem que sou contra o uso de celular, eu não tenho nada contra celular, até uso e uso muito. Mas, saber sobre o assunto ajuda a nos proteger de seus efeitos nocivos.

Sabendo disso eu uso um dispositivo que bloqueia as ondas eletromagnéticas nocivas a minha saúde.

Há cerca de 40 anos atrás, raras eram as pessoas que possuíam um aparelho de celular. Ele pesava aproximadamente o triplo dos modelos atuais e custava muito mais que hoje.

Entretanto, com o avanço tecnológico, passou a existir celulares de todos os tipos, pesos, preços e tamanhos.

Você conhece alguém que não tenha um aparelho de celular?

O celular, já nem é mais celular, agora é um smartphone e sua tecnologia evolui a uma velocidade estrondosa.

Os danos provocados pelo uso do celular
Clique na imagem e veja como se proteger!

Essa evolução tecnológica e a consequente queda nos preços trouxe consigo diversos benefícios mas mal deram tempo para o mercado e seus consumidores respirarem e se perguntar:

Afinal de contas, celular faz mal à saúde de seu usuário? Pesquisas sérias e sem interesses financeiros indicam que SIM. Além de muitos aparelhos serem confeccionados com substâncias tóxicas em sua estrutura, as ondas eletromagnéticas emitidas por eles podem causar sérios danos à saúde.

Vamos entender como os celulares funcionam? Eu vou explicar para você com muito detalhe!

Todos os smartphones são rádios, porém, a maioria dos rádios recebem ondas eletromagnéticas por meio de uma antena central, e o avanço presente na ideia dos celulares está justamente nisso.

Para os celulares, existem várias antenas organizadas em células, ou seja, cada célula é responsável por cobrir uma pequena área, e o conjunto de células de antenas formam uma rede (verdadeira teia) para os celulares, daí surgiu o nome celular.

Uma das vantagens das antenas dispostas em células é que, quando se está em movimento e falando ao celular, é possível mudar de uma célula para outra (de antena em antena) e continuar a comunicação normalmente.

A radiação eletromagnética no celular é emitida pela antena acoplada ao aparelho e essa radiação tem uma frequência maior do que as utilizadas em rádio.

Bom, aí podemos constatar que o problema que envolve a radiação dos celulares está relacionado ao fato de que usamos esses aparelhos próximos ao corpo.

Quando estamos usando para conversar ele está perto da cabeça, mas mesmo sem usar para conversar o celular está no bolso da calça, do paletó, na bolsa e muitas vezes acoplado a algum acessório que o mantém ligado ao nosso corpo.

Então, todas essas antenas acopladas ao celular emitem radiação eletromagnética em uma direção quase simétrica, ou seja, quando o aparelho está há até uns 25 centímetros do nosso corpo, essa radiação é absorvida quase que totalmente, sendo potencialmente nociva para o corpo humano.

Os órgãos mais afetados são o cérebro, o coração, as mamas (nas mulheres) e a próstata, no caso dos homens.

Riscos confirmados cientificamente

Segundo um estudo científico realizado por especialistas da National Institute on Drug Abuse, há uma associação entre utilizar por 50 minutos o celular no modo convencional (perto da cabeça) e o aumento do metabolismo da glicose cerebral.

Em outra pesquisa elaborada na Universidade de Tampere (Finlândia), os tumores malignos em usuários de celular não se localizam necessariamente em partes atingidas pela radiação emitida pelos aparelhos, ou seja, eles podem surgir em outros lugares do corpo, afetando negativamente e de maneira geral a saúde humana.

Pesquisas realizadas pelo Interphone Study Group em parceria com a IARC Internacional Agency for Research on Cancer, chegaram a conclusão que existem suspeitas de aumento de tumor maligno no sistema nervoso central para usuários que utilizam frequentemente o celular do mesmo lado da cabeça.

Diante disso, a Internacional Agency for Research on Cancer classifica o campo magnético emitido pelos celulares como possivelmente carcinogênicos para humanos. Ou seja, a radiação interfere na saúde do ser humano.

Também na Universidade de Oxford, foi sinalizado o aumento dos riscos de tumor maligno associado ao uso prolongado do celular (mais de cinco anos), sendo que o risco aumenta proporcionalmente aos anos de uso.

Assim como também afirma um grupo de trabalho gerido pela IARC, segundo o qual as chances de ocorrência de câncer em 10 anos podem aumentar em 40%, quando o celular é utilizado perto da cabeça por em média 30 minutos por dia.

Atenção com nossas crianças!

Os danos provocados pelo uso do celular
Os danos provocados pelo uso do celular

A OMS aponta para vários estudos que indicam efeitos nocivos da radiação de aparelhos celulares na saúde de crianças. As crianças compõem uma parcela crescente de usuários de celulares e de outros dispositivos eletrônicos em geral.

A massa corporal de uma criança é significativamente menor que a de um adulto, então a radiação absorvida pelo seu corpo pode causar efeitos muito mais sérios.

Dentre os apontados pelo grupo de trabalho, estão: problemas de aprendizado, distúrbios comportamentais, comprometimento do sistema imunológico e câncer.

Dicas para amenizar o impacto negativo do uso dos celulares.

O FDA – Food and Drug Administration dá dicas para te proteger da radiação, indicando a utilização de kits próprios para celulares que contêm dispositivos para tornar possível a conversação no celular sem entrar em contato com a área da cabeça, como os fones de ouvido com fio. Mas isso não afasta o celular do seu campo eletromagnético.

Os fabricantes de celulares também recomendam nos manuais de instruções, manter o celular no mínimo um centímetro afastado da cabeça. Porque já sabem de seus efeitos danosos à saúde humana.

Por fim, podemos neutralizar os efeitos nocivos dos celulares usando um chip, aqui no Brasil encontramos o REVCELL PLUS e você pode ver mais informações sobre este chip clicando AQUI para acessar o site do fabricante.

Então, as radiações eletromagnéticas geradas através das ondas das antenas de celulares, notebooks, equipamentos de internet sem fio etc, são prejudiciais a saúde humana e o RVCELLPLUS atua bloqueando estas radiações no sentido de evitar que essas ondas penetrem em nosso corpo.

Dessa maneira, o RVCELLPLUS protege você e sua família das radiações eletromagnéticas dos celulares. O RVCELLPLUS também pode ser usado em seu notebook e em tablets.

Conheça todos os detalhes do RevCell Plus no site oficial do fabricante. Clique AQUI e veja, inclusive, sobre a garantia, preços e como comprar.

Agora já sabe: use o celular de forma consciente.

Gratidão,

Alessàndro B Machado

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.